segunda-feira, 20 de março de 2017

DIÁRIOS DE CAMPANHA: O JOGO DOS DRAGÕES #03

O COVIL DOS KOBOLDS: PARTE 3
Partida jogada em 18.mar.2017
ANTERIORMENTE
O mago Lamor, de Queda Escarpada, foi até o Covil dos Kobolds em busca de descobrir o motivo que estava levando as criaturas a saírem da Floresta do Manto para atacarem as caravanas que viajavam pela Estrada do Rei. O draconato paladino Barahash e o ladino halfling Ander, já no Covil, enfrentaram um bando das criaturas que infestam a floresta, Barahash foi derrotado pelo líder dos kobolds, que estava celebrando um rito em nome de Tiamat, a Rainha dos Dragões Cromáticos.
PERSONAGENS DOS JOGADORES
  • Barahash, draconato paladino de Bahamut (Enivas): egresso das terras do sul, Barahash viajou ao Vale Nentir para levar a justiça de Bahamut e a grandeza de sua casa até as regiões fronteiriças do norte;
  • Lamor Vênus, humano mago (Croupier): depois de auxiliar o resgate de uma camponesa usando seus conhecimentos sobre a região, a curiosidade e estudos de Lamor o levaram a conhecer a arte mágica e iniciar uma vida como aventureiro.
PERSONAGENS NÃO JOGADORES
  • Ander Rio Célere, halfling ladino: um jovem espirituoso nascido numa grande família de mercadores, Ander deixou o conforto do lar para viajar através do Vale Nentir em busca de lugares e pessoas interessantes para conhecer;
DIA 26 DO MÊS DÉCIMO SEGUNDO, FLORESTA DO MANTO, COVIL DOS KOBOLDS
Ander se encontrava em apuros enquanto enfrentava os dois kobolds remanescentes. As criaturas haviam ganhado confiança ao derrotar o draconato e acharam que o halfling não seria difícil de lidar.
Foi quando o mago Lamor, chegou ao local e embora resoluto, resolveu se envolver na luta. Usando magias gélidas, afugentou o líder kobold para o interior do Covil.
Com Barahash bastante fadigado, mas desperto, a dupla de aventureiros tentou se recompor. Precisavam descansar mas com a fuga do sacerdote dos kobolds, temeram serem atacados novamente, então providenciaram repouso fora do Covil, entre as ruínas do antigo castelo que havia naquele sobre aquele lugar.
Lamor capturou um dos kobolds derrotados e resolveu levá-lo até Nimorazan, em Queda Escarpada, mesmo sob o pedido insistente de Ander para que ficasse e os ajudasse (e o aviso de que apesar do golpe de sorte na ida até as ruínas, retornar sozinho através da floresta seria perigoso), 
Ao observar a partida do mago que havia salvado sua vida, Barahash se lembrou de uma antiga batalha em que um companheiro de ordem que havia auxiliado em seu treinamento havia morrido porque Barahash não estava lá para ajudá-lo quando ele precisou. O draconato não precisou de muitos argumentos para convencer seu companheiro halfling para irem atrás de Lamor e o guiarem para fora da floresta.
Enquanto o mago tentava atravessar a mata, tentando usar de artifícios mágicos para ocultar sua presença na floresta, Lamor foi perseguido e atacado por kobolds. Com a diferença dos números, os monstros estavam em vantagem. E apesar de algumas mágicas potentes, o mago foi derrotado.
De repente um grito de Ander interveio quando as criaturas estavam prestes a matar Lamor e uma investida determinada de Barahash varreu os kobolds da luta. A dupla pagou sua dívida para com o mago, que uma hora atrás havia lhes salvado as vidas.
>>>
DISTRIBUIÇÃO DE PONTOS DE EXPERIÊNCIA
  • Encontros: 600 XP;
  • Interlúdio Dramático: 100 XP (Barahash);
  • XP distribuídos: 700 XP (233 XP para cada).
Imagem: Enivas
Imagem: Enivas
>>>

sexta-feira, 10 de março de 2017

DIÁRIOS DE CAMPANHA: O JOGO DOS DRAGÕES #02

O COVIL DOS KOBOLDS: PARTE 2
Partida jogada em 25.fev.2017
ANTERIORMENTE
Na vila de Queda Escarpada, o draconato paladino Barahash e o halfling ladino Ander foram contratados pelo anão ferreiro Teldorthan para que recuperassem uma peça de escamas de dragão que foi roubada pelos kobolds que habitam a Floresta do Manto, enquanto suas mercadorias viajavam pela Estrada do Rei, vindas de Abrigo do Inverno, ao noroeste. A dupla então adentrou o lugar conhecido como Covil dos Kobolds, ruínas antigas localizadas no interior da floresta, onde as criaturas estão alojadas.

PERSONAGENS DOS JOGADORES
  • Barahash, draconato paladino de Bahamut (Enivas): egresso das terras do sul, Barahash viajou ao Vale Nentir para levar a justiça de Bahamut e a grandeza de sua casa até as regiões fronteiriças do norte;
  • Lamor Vênus, humano mago (Croupier): depois de auxiliar o resgate de uma camponesa usando seus conhecimentos sobre a região, a curiosidade e estudos de Lamor o levaram a conhecer a arte mágica e iniciar uma vida como aventureiro.
PERSONAGENS DO MESTRE
  • Ander Rio Célere, halfling ladino: um jovem espirituoso nascido numa grande família de mercadores, Ander deixou o conforto do lar para viajar através do Vale Nentir em busca de lugares e pessoas interessantes para conhecer;
  • Teldorthan Dente de Ferro, anão ferreiro: ferreiro e armeiro de Queda Escarpada, Teldorthan é um camarada velho e tagarela que passa seu tempo com um cachimbo enfiado entre os dentes e trocando histórias com seus clientes, enquanto seus aprendizes (dois dos quais são seus filhos) fazem todo o trabalho. Entretanto, não se engane: Teldorthan é um mestre armeiro e sob sua supervisão seus aprendizes fazem um trabalho de qualidade excepcional.
DIA 25 DO MÊS DÉCIMO SEGUNDO, VILA DE QUEDA ESCARPADA
O DIA ANTERIOR.
Convocado pelo velho amigo Nimorazan, O Verde, o mago Lamor foi convidado para entrar numa investigação sobre os fatos recentes que atiçaram a curiosidade do velho sábio. Nimorazan deseja descobrir a causa do que tem levado os kobolds da Floresta do Manto a ficar mais agressivos e atacarem os viajantes na Estrada do Rei. Em troca da investigação de Lamor, Nimorazan irá manter o acordo de troca de favores que ambos possuem entre si.
Através de Nimorazan, Lamor descobriu que havia uma dupla de aventureiros contratados pelo ferreiro de Queda Escarpada, o anão Teldorthan Dente de Ferro. A companhia seria uma ótima ideia, mas infelizmente os dois indivíduos, um draconato e um halfling, já haviam pegado a Estrada do Rei rumo ao oeste. 
Só restou a Lamor começar sua viagem solitária até a Floresta do Manto, onde o Covil dos Kobolds está localizado. Torcendo para que conseguisse alcançar os dois aventureiros que haviam partido algumas horas antes.
DIA 26 DO MÊS DÉCIMO SEGUNDO, FLORESTA DO MANTO
Os minutos dentro da Floresta do Manto foram preocupantes. A solidão era uma desvantagem dentro daquela mata apinhada pelos pequenos monstros. Para encontrar a localização do Covil dos Kobolds, Lamor usou suas lembranças de um velho mapa que outrora havia consultado na biblioteca de Nimorazan. Infelizmente a preocupação de encontrar o lugar se somou a preocupação de ter que ocultar sua presença das criaturas da mata e no processo teve que se apressar, sofrendo alguns machucados pelo caminho quando finalmente encontrou as velhas ruínas do velho castelo que havia se transformado no Covil dos Kobolds. Sabendo que provavelmente a parte subterrânea da construção havia sobrevivido às intempéries do tempo e da natureza, Lamor não demorou para encontrar sua entrada.
DIA 26 DO MÊS DÉCIMO SEGUNDO, FLORESTA DO MANTO, COVIL DOS KOBOLDS
Após Barahash salvar Cliff do golpe letal e traiçoeiro que havia sofrido, o grupo avançou ainda mais para o interior do Covil. Descendo uma escadaria estreita, o paladino ouviu um rito cerimonial realizado pelas criaturas… Apesar do halfling e do humano presentes não terem entendido seu significado, para o draconato o idioma dracônico no qual as orações dos kobolds eram feitas é reconhecível. Barahash treme quando reconhece a divindade para qual os ritos eram devotados: Tiamat, a Rainha dos Dragões Cromáticos e a inimiga de seu deus patrono, Bahamut! 
Barahash e Ander não exitaram em se lançar sobre os kobolds, mas apesar de conseguirem derrotar várias das criaturas, uma série de golpes de azar e o poder do kobold sacerdote dracônico que realizava o rito, acabaram por derrubar o paladino, deixando Ander sozinho e orando para que Avandra lhe favorecesse com boa sorte para escapar vivo dali. 
DISTRIBUIÇÃO DE PONTOS DE EXPERIÊNCIA
  • Diários de campanha: 100XP (Barahash);
  • Interlúdios dramáticos: 200XP (Barahash, Lamor);
  • Total de XP distribuídos: 300XP (100XP para cada).
Imagem: Enivas Jr.
CONTINUA...
>>>

sábado, 18 de fevereiro de 2017

DOWNLOADS: GRIDS DE COMBATE (QUADRADOS)

O valor do uso de grids de combate durante partidas de RPG não são unanimes e mesmo entre os que usam existe a preferência entre aqueles que gostam mais dos quadriculados aos hexagonados (???). Alguns jogos vem com o tipo especificado em suas regras, como o D&D (que usa quadrados) ou GURPS (que usa hexágonos).
Imagem: Mikemwxs
Independente do uso prático em conjunto com a mecânica do jogo, principalmente para os grupos que preferem partidas com combate tático, pessoalmente acho muito útil ter um grid impresso e plastificado onde pode-se rabiscar facilmente com um marcador para quadro branco, indicando disposição de lugares ou posições quando a imaginação precisa de um pequeno empurrão.
Resolvi fazer um para uso próprio e estou aproveitando para upar os arquivos PDF dos grids, que podem ser baixados nos links a seguir, nos formatos A4 e A3 no padrão de 2,5 cm (aproximadamente 1 pol). Em breve preparo os grids hexagonais para disponibilizá-los aqui no blog.
Espero que o material seja útil e que os deuses os favoreçam!
Bons Ventos!
MIKEMWXS
>>>

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

DIÁRIOS DE CAMPANHA: O JOGO DOS DRAGÕES #01

O COVIL DOS KOBOLDS: PARTE 1
Partida jogada em 25.dez.2016

ANTECEDENTES

Durante a viagem de suas terras natais mais ao sul na direção da região fronteiriça conhecida como Vale Nentir, o draconato Barahash conheceu Ander Rio Célere, um halfling aventureiro membro de uma conhecida família de mercadores espalhada pelo vale, com quem criou uma relação de amizade e aventuras. Juntos viajaram subindo a corrente do Rio Nentir até alcançarem a vila de Queda Escarpada, onde resolveram estabelecer morada por algum tempo.

PERSONAGENS DOS JOGADORES
  • Barahash, draconato paladino de Bahamut (Enivas): egresso das terras do sul, Barahash viajou ao Vale Nentir para levar a justiça de Bahamut e a grandeza de sua casa até as regiões fronteiriças do norte.
Jogo dos Dragões - Personagens v1.jpg
PERSONAGENS DO MESTRE
  • Ander Rio Célere, halfling ladino: um jovem espirituoso nascido numa grande família de mercadores, Ander deixou o conforto do lar para viajar através do Vale Nentir em busca de lugares e pessoas interessantes para conhecer.
Jogo dos Dragões - Personagens do Mestre v1.jpg
DIA 25 DO MÊS DÉCIMO SEGUNDO, VILA DE QUEDA ESCARPADA

Alguns meses se passaram desde que Barahash e seu camarada Ander Rio Célere escolheram passar um tempo em Queda Escarpada. Ambos encontraram na Cervejaria Lua Azul um lugar confortável para saborear a cerveja de Kemara Garrafa Parda, provavelmente a melhor mestra cervejeira da região central do Vale Nentir.

Enquanto o draconato petiscava seu desjejum naquela manhã fria, Ander chegou à taverna na companhia do anão Teldorthan Dente-de-Ferro, ferreiro e armeiro da vila, ele buscava o auxílio dos dois aventureiros, pois uma caravana comercial egressa de Abrigo do Inverno havia sido assaltada pelos kobolds que infestam a Floresta do Manto e dentre as mercadorias perdidas estava um carregamento que Teldorthan estava à espera, em especial uma peça de couro de dragão com o qual ele pretendia confeccionar uma brunea. Caso recuperassem sua mercadoria, como recompensa o anão lhes forneceria alguns itens de sua forjaria além de 400 peças de ouro.

Barahash e Ander aceitaram ajudar Teldorthan e resolveram se preparar para a viagem. Os aventureiros contrataram Cliff, um guia que estava junto à caravana durante o ataque e que lhes levaria até o lugar conhecido como Covil dos Kobolds, uma antiga mansão em ruínas localizada dentro da Floresta do Manto e onde provavelmente as criaturas resolveram tomar como sua toca. Feito isso, pegaram o caminho da Estrada do Rei, acompanhando o sol poente.

Já era tarde da noite quando os viajantes alcançaram a Floresta do Manto, ao sul das vastas planícies cinzentas que os cercavam, puderam observar a grande mancha escura. Prevendo que não seria uma boa ideia entrar na mata apinhada de kobolds em meio à escuridão, o grupo acampou para esperar a aurora.

Vale Nentir - Cercanias de Queda Escarpada.jpg

DIA 26 DO MÊS DÉCIMO SEGUNDO, FLORESTA DO MANTO

Com o nascer do sol a Floresta do Manto se revelou como uma verdejante concentração de árvores cujas copas cobriam o solo com suas sombras, deixando apenas alguns raios de luz caírem em seu interior como gotas de chuva, iluminando as trilhas serpenteantes entre a vegetação.

Para alcançar o Covil dos Kobolds no interior da floresta os aventureiros tiveram que enfrentar as criaturas que tomaram a mata como seu território. Após uma escaramuça não tardaram para chegar às ruínas do que outrora fora a mansão de algum nobre importante e que havia sido transformada nos escombros que guardavam a entrada da toca dos monstros, as antigas dependências subterrâneas da construção destruída.

Jogo dos Dragões - Monstros v1.jpg

Ao descer uma pequena escadaria alertaram algumas das criaturas que estavam de guarda e Cliff quase foi morto por um ataque traiçoeiro dos kobolds, não fosse os poderes de cura de Barahash.

DISTRIBUIÇÃO DE PONTOS DE EXPERIÊNCIA
  • Encontros: 400XP;
  • Interlúdios Dramáticos: 100XP (Barahash);
  • Total de XP distribuídos: 500XP (250XP para cada).

A SEGUIR

“O Altar de Tiamat”

>>>

sábado, 15 de outubro de 2016

REDESENHANDO CAPAS DE GAMES: LEGEND OF ZELDA II

Ocasionalmente a comunidade Retro-Gamers Brasil no Google+ apresenta umas ações para reunir a arte dos membros do grupo, seja escolhendo um personagem para homenagear no mês ou oferece a proposta para o pessoal refazer as artes de algumas capas de vídeo games.
De quando em vez eu participo e desta vez, embora eu tenha perdido o prazo para entrar para a galeria da comunidade, por mim tudo bem porque acabei conseguindo fazer um desenho, uma vez que minha intenção mesmo é mais exercitar.
Enfim, desta vez entre três jogos disponíveis (a galeria pode ser vista neste link) eu optei pela capa do jogo Legend of Zelda II, aplicando o estilo que estou tentando desenvolver atualmente, uma mistura de cartum com tratamento hachurado.
Eis o resultado:
Imagem: MIKEMWXS
>>>